SIGA O 24H

Notícias

Motoristas negaram socorro a jovem que morreu na BR-369 em Londrina

Garota morreu nos braços da mãe, que desabafou depois que motoristas se recusaram a levar sua filha para o hospital

Publicado

em

Foto: TV Tarobá

LONDRINA, PR – A jovem Natália Larissa Fernandes, de 20 anos, cujo o corpo foi encontrado pela própria mãe Eliane Fernandes ainda durante madrugada desta segunda-feira (12), na Vila Marízia em Londrina, foi vítima de agressão e teve socorro negado por motoristas que passavam pelo local.

De acordo com a mãe da jovem em entrevista à TV Tarobá, Natália morreu em seus braços após pessoas que passavam pelo local recusar-se a levar a jovem ao hospital:

Parou um senhor de carro agora e eu pedi para ele. Falei ‘senhor, a menina tá morrendo, põe ela dentro do carro e leva no hospital’ e ele falou ‘não posso, eu vou trabalhar’. Falei ‘pois é, amanhã o senhor está sem emprego ou está sem vida’. Ele deixou de socorrer uma vida. Não foi só ele, foi um monte, me fecharam a porta. A menina está aí morta por causa desse país pobre que nós temos, esse país pobre de ser humano –

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) aponta que a vítima teve o pescoço quebrado. O corpo tinha ainda outras marcas de agressão mais antigas, o que levou a Polícia Civil a investigar se a jovem tinha registrado algum boletim de ocorrência a respeito disso. Foi identificado que haviam dois registros por violência doméstica, que Natália havia reclamado contra um homem com quem ela tinha relacionamento.

Exames mais complexos vão auxiliar a investigação na identificação do assassino.

Informações TV Tarobá

Publicidade

EM 24H: